Experiências do trabalho voluntário na Inglaterra, faça você também e tenha uma experiência única

Essa semana foi uma semana histórica para o blog, muitas pessoas, milhares de pessoas se interessaram sobre ser voluntário ao redor do mundo.

Eu realmente fiquei surpreso com tantas perguntas e tantos compartilhamentos que tivemos nas redes sociais!

Hoje vou escrever para vocês sobre como foi minha experiência como voluntário pelo workaway!

Trabalho pelo Workaway

Trabalho pelo Workaway

Se quiser saber como se inscrever, Confira: http://wp.me/p4eXKp-cc.

Quando eu decidi fazer o trabalho voluntario pelo workaway eu estava morando em Dublin, e a minha decisão foi tomada pela minha dificuldade de aprender inglês.

Claro que a decisão de ser voluntário não é fácil, porque você tem que se “mudar”, e você supostamente perderá a vaga da casa em Dublin, a não ser que pague o aluguel durante o trabalho voluntário ou arranje alguém para substituí-lo, e quando voltar não ter dificuldade para encontrar uma casa que hoje a procura é grande.

Quando eu decidi eu fiquei em dúvida em ir para Londres, ou achar um voluntariado no Reino Unido que ficasse no interior, e meu destino foi interior, até porque achei um trabalho voluntário no qual teria que morar com uma senhora inglesa, e não tinha nenhuma nacionalidade na cidade que não fosse ingleses!

Eu estava bem ansioso e com medo ao mesmo tempo, pois tinha conversado com a senhora que iria me hospedar apenas por skype, e foi uma conversa rápida no qual falei os dias que poderia trabalhar, no meu caso não poderia trabalhar no sábado pois sou adventista, e ela concordou com isso e também concordou com o tipo de alimentação que eu tinha, que era não comer carne de porco, etc… Ingleses comem muito! Haha

Fiz a minha viagem para Marrocos, no qual é um lugar maravilhoso, escreverei um post sobre para vocês também, e logo quando cheguei da viagem já fui para o aeroporto para ir para Exeter, o lugar aonde eu iria trabalhar!

Quando cheguei ao local eu tive muita dificuldade com o inglês, pois o sotaque Britânico é muito diferente do sotaque Irish, pelo qual me apaixonei, Ingles Britânico é muito bonito!

Mas as pessoas do aeroporto me ajudaram e me levaram até a estação de ônibus para ir até a vila que a mulher me falou, até então eu pensei que fosse dentro da cidade principal!

Depois de 1 hora e 20 minutos dentro do onibus o motorista falou que estávamos chegando na última parada que era supostamente a minha!

Eu desci e esperei por mais 40 minutos a mulher em uma rua totalmente deserta, com lindas casas floridas, e com visões de campos maravilhosos!

A senhora chegou com o jipe e seu cachorro, muito simpática e ao mesmo tempo bem diferente do que eu pensava que ela seria!

Lugar  aonde trabalhei como voluntário

Ligar aonde trabalhei como voluntário

Quando a conheci já sabia que nos daríamos super bem, lembrando que a copa do mundo estava na primeira fase!

O primeiro dia eu não fiz nada, ela me levou para casa (uma casa muito bonita), e me deixou descansar o dia inteiro para começar o trabalho no próximo dia.

No dia seguinte acordei e quando desci as escadas o café da manhã estava preparado e me supreendi, pois era um café da manhã bem inglês, óbvio, foi naquele momento que percebi que iria aprender muita coisa ali!

Uma parte do café da manhã

Uma parte do café da manhã

Porém quando ela começou a falar eu só ouvia ruídos, haha, falei para ela que não fala a muito bem e que teria que me acostumar com o sotaque e com o inglês, no qual eu não tinha muita base!

Trabalho extras que fazia

Trabalho extras que fazia

Ela foi super simpática e foi falando lentamente e explicando todas as coisas que eu deveria fazer em meu trabalho!

O trabalho que eu deveria fazer era:

  • Dar ração para o gato e o cachorro diariamente
  • Pegar todos os papéis que eu visse no chão, ou qualquer coisa (problemas de coluna)
  • Lavar a louça todos os dias, de todas as refeições
  • Todos os dias eu deveria regar as plantas, colher as verduras, colher as batatas, podar as árvores que estavam com galhos grandes, plantas verduras, e a parte mais chata, mais irritante que todos os jardineiros sabem, tirar ervas daninhas!
  • limpar os estábulos diariamente, guiar os cavalos para o campo
  • Alguns trabalhos extras que surgiam durante os diasO trabalho pode parecer bem pesado, porém eu trabalhava 25 horas semanais, o que era bem tranquilo, tinha uma ótima alimentação, e tinha uma “professora” de inglês que falava comigo todos os dias sobre todos os assuntos, e que me ensinava como escrevia e falava corretamente as palavras!Workaway Workaway

    Essa foto acima são os cavalos e uma das trilhas que havia em Exeter – Devon.

    Workaway

    Assistíamos aos jogos do Brasil juntos e ela sempre torcia para o Brasil, e ela ficou triste quando o Brasil perdeu para a Alemanha, primeiro porque os ingleses e alemães não são tão amigáveis por conta da guerra mundial e também porque ela queria que o Brasil fosse campeão!

    Mas ela me zoou muito, com certeza, todos os dias ela falava o resultado e brincava comigo!

    Depois de um tempo decidi ir para outro trabalho voluntário para chegar mais perto de Londres, no qual era o meu objetivo de vir para o Reino Unido.

    O meu objetivo era o inglês e posso dizer que cheguei com 5% de inglês e saí daquele trabalho voluntario com pelo menos 45%, o que foi um avanço maravilhoso para quem não falava nada de inglês!

    Foi uma experiência fantástica, e acredito que é sim uma das melhores formad para aprender outra língua pois você tem o contato diário com a cultura, o que se torna algo obrigatório para se aprender (a língua).

    Workaway

    Depois com os outros trabalhos que fiz eu aperfeiçoei mais e hoje meu inglês é muito melhor, porém espero melhorar cada dia mais!

    Esse foi o trabalho que eu supostamente fiz durante 1 mês e 1 semana, o que foi simplesmente fantástico!

    Eu trabalhava 5 horas diárias, totalizando 25 horas semanais, o que não pesava, e tinha 2 dias livres na semana, depende do voluntario você posde trabalhar 4 dias e folgar três, isso depende do hóspede!

    Workaway

    Espero que vocês tenham gostado e espero receber relatos das pessoas que tomaram coragem e foram para o trabalho voluntário!

    Qualquer dúvida comente embaixo que estaremos respondendo o mais rápido possível, e se tiver assuntos que gostaria de saber sobre, mande diretamente para nosso email: gringosbrasileiros@outlook.com .

    Até a próxima aventura pessoal!

Anúncios

35 comentários sobre “Experiências do trabalho voluntário na Inglaterra, faça você também e tenha uma experiência única

  1. Roberto de Almeida Fernandes Vaz Contreiras disse:

    Fiquei maravilhado com o relato deste voluntario e a forma como ele realizava o trabalho, coisa que domino perfeitamente excepto aquela parte dos cavalos, mas faz-se. Estou ansioso e nao vejo a hora dos gringos brasileiros escolherem a minha hora de partida dando a minha candidatura ter sido ja enviada.
    Tenham uma muito boa tarde..!

  2. Clebson Nardoni disse:

    Há anos venho procurando um jeito de aprender Inglês em outro país sem precisar gastar muito, pois as agências de intercâmbio cobram muito caro e não tenho condições financeiras…
    Vasculhando na internet, me deparei com esse post, fiquei extremamente feliz em saber que existe uma possibilidade, o trabalho voluntário !
    Ja morei em Portugal por 1 ano e meio por conta própria mas tive que voltar por assuntos familiares, e simplesmente me apaixonei pela Europa…
    Agora vou me organizar, e se Deus quiser, no meio do ano que vem, minha próxima aventura vai ser trabalho voluntário em algum lugar da Europa, gastando pouco e aprendendo um novo idioma…
    Quero agradecer ao nosso amigo Lovison e a página Gringos Brasileiros por compartilhar este excelente post e dar um pouco mais de esperança aos Brasileiros…
    Um grande abraço e muito Sucesso!

    • lovison disse:

      Olá, sinto muito pela demora em responder a sua mensagem.
      Eu agradeço pela mensagem, espero que como eu, você tenha uma ótima experiência, se você tiver o interesse de querer ajudar no blog, entre em contato comigo. Ultimamente estou focado nos estudos, e futuramente quero voltar a escrever frequentemente! Deus lhe abençoe e fico grato por ter leitores iguais a você. Obrigado!

  3. Breno disse:

    Olá, eu gostaria de saber como ficaria com a parte do visto para o país, por acaso isso me ajudaria? Desculpe, pois não sei nada sobre com ir para o exterior!

  4. Fernando disse:

    Hoje a informação que vi no seu Post abriu muito meus olhos. E me deu uma esperança ainda Maior em ir para o Reino Unido. A minha ideia a princípio era ir para Portugal e dwpois Londres e tentar melhorar meu inglês por la. Mas vendo essas informações aqui, abriu meus horizontes para novas idéias a serem projetadas pra concretização. Tenho certeza que o trabalho voluntário me ajudara muito. So preciso de maia informações de como saber para fazer esses trabalhos voluntários

    • lovison disse:

      Olá Fernando, é com grande prazer que venho por meio desta mensagem esclarecer como funciona o trabalho voluntário.

      Através do website: http://www.workaway.info, eles poderão trabalhar como voluntário, o valor é de 29USD, nós apenas fazemos a propaganda do website, e a parte sobre moradia, e lugar é você que escolhe dentro do próprio site.

      Você deverá então entrar em contato com os hosts (pessoas que podem te hospedar em outros países), e então conversar com eles até entrar em uma acordo sobre a data prevista do trabalho voluntário que você irá exercer, após isso a passagem e o visto é da responsabilidade de quem vai prestar o trabalho voluntário.

      Moradia e alimentação depende da pessoa que irá te hospedar, sendo que a maioria dos trabalhos providenciam as duas coisas.

      Espero tê-lo ajudado, e qualquer dúvida entre em contato conosco.

      Grande Abraço.

  5. Verônica Cabral disse:

    Olá! Tenho 15 anos e preciso muito aperfeiçoar o inglês. Gostaria de executar trabalhos voluntários na inglaterra pois pratico o inglês britânico no meu curso…o que preciso fazer para conseguir algo do tipo? Agradeço desde já 🙂

    • lovison disse:

      Primeiramente você deve entrar no site do Workaway.info e se cadastrar, após isso deve procurar um lugar para que te hospedem, ou seja. Conversar com as pessoas que estão precisando de voluntários. O trabalho voluntário não dá direito à visto, por isso essa etapa é pro conta do voluntariado, sendo que não é aconselhável a falar na imigração que está indo fazer trabalho voluntário. Outra despeda que é por conta do voluntário é a passagem de ida e volta, sendo que alimentação e moradia é em 99% dos casos são providas pelo hospedeiro. Então, com o trabalho voluntário encontrado bo site + visto + passagem = aventura como trabalhador voluntário;) espero ter esclarecido todas as suas dúvidas, qualquer dúvida nos contate.

  6. Andriellen Florêncio disse:

    Nossa, gostei da experiência! Na vdd pra mim foi dupla surpresa encontrar oportunidades de voluntariado no UK desse tipo (que em geral trm fama de pessoas reservadas) e por vc ser adventista – que tb sou e morro de medo de as oportunidades nunca se encaixarem em nosso programa semanal. Muito bom! Pensando seriamente em fazer.

    • lovison disse:

      Com certeza, e é o mais aconselhável Michel, pois não deve ser dito na imigração que você está indo para trabalhar como voluntário, pois eles podem te deportar, espero que tenha sido de grande valor para ti, espero que possa alcançar teus objetivos, compartilhe com teus amigos o nosso site!

  7. Adriano disse:

    Olá, Lovison, muito legal seu post e obrigado por compartilhar essa experiencia com todos.
    Eu Tenho uma dúvida, percebi que a dica é ir como turista, mas para aplicar o visto aqui no Brasil, eu vou precisar comprovar alguma renda? (dinheiro para me manter no país pelo período de férias?) assim como pedem nas agencias de Intercambio?
    Por exemplo: para estudar e trabalhar na Irlanda eles pedem que vc tenha 3.000 euros em conta ou em dinheiro para o período acima de 25 semanas, as mesmas regras se aplicam para esse tipo de experiencia?
    Outra dúvida, precisamos ter uma estadia para realizar uma viajem em outro país, seja intercambio ou férias mesmos, podemos utilizar o endereço do host como acomodação válida?

    • lovison disse:

      A renda será necessária ser comprovada no país de destino, então vá pronto para mostrar que tem renda para se sustentar no país, mesmo que tu não vá gastar todo o dinheiro. Para esse tipo de experiência, você deverá procurar qual é o valor mínimo exigido por cada país, pois cada país exige um valor mínimo diário. Não, o endereço tem que ser um hotel, ou casa de amigo, não pode ser o host, pois isso pode causar a sua deportação, pois o trabalho voluntário não tem nada a ver com o governo, assim o pessoal pode entender que estará indo para ficar ilegal no país.

  8. annadgsanna luiza disse:

    Olá, tudo bem? Parabéns pelo blog e pelos relatos. Sempre acompanho páginas como a tua. Já conheço o Workaway há bastante tempo e resolvi, este ano, fazer algum trabalho voluntário pela primeira vez.

    Posso te fazer duas perguntas?

    Dentre tantas e tantas opções de hosts, como você optou por um? Eu fico perdida com tantos rsrs

    E como é a sua situação de visto? Você conseguiu outro visto além do de turista?

    Pois eu gostaria de ficar mais de três meses quando for fazer o trabalho voluntário, mas o visto de turista só permite três meses, né?

    • lovison disse:

      Eu apenas escolhi o que mais me satisfez, li toda a descrição do trabalho, e escolhi trabalhos no qual eu teria experiências diferentes. Meus três trabalhos foram: 1: Cuidar dos cavalos e do jardim, sendo que amo cavalos, a parte ruim foi o jardim, 2: Trabalhar em uma mansão em Yeovil *Brympton House*, 3: Morar em um trailer.. Escolhi esses pois me fez viver coisas diferentes. O visto é responsabilidade do voluntário, ou seja, você tira o visto de turista, que é válido por três meses, entra no país como turista, e vai para o trabalho voluntário, sendo que tem como ficar até 1 ano com visto de turista legalmente na Europa, procure no google “1 ano na europa legalmente”. Eu tenho a cidadania italiana, isso facilitou minha vida.

      • annadgs disse:

        Ok, muito obrigada. Pode só me responder mais uma dúvida. Você disse que não é recomendável dizer que se está chegando ao país pra fazer trabalho voluntário…Porque? Ha possibilidade de ser barrado? E quanto a necessidade de reservar um hotel e comprovar que tem onde ficar…E se você está indo pra visitar a família, por exemplo? É o mesmo visto de turista. Não posso dizer que vou ficar em casa de parentes?

        • lovison disse:

          Então Anna, eu realmente não gosto de comentar sobre isso aqui, pois as pessoas acreditam que isso é ser desleal, etc. O problema é com a imigração, o trabalho voluntário pelo workaway não tem nenhuma ligação com o governo, por isso se tu disser que irá para trabalhar como voluntária, eles podem acreditar que está indo para ficar ilegalmente no país. Eu sou totalmente ficar ilegal no país, eu sou a favor da pessoa ir, trabalhar como voluntária, se beneficiar aprendendo uma nova língua, e voltar para o Brasil de acordo com o tempo permitido. O problema é que tem pessoas que utilizam o trabalho voluntário para ficar ilegal, e por isso a imigração vê o trabalho voluntário de uma forma negativa. Espero que tenha entendido meu ponto de vista. Caso acha que isso é burlar o sistema, fale para eles que está indo como voluntária.

          Já no caso de você ter parentes, não tem problema algum, eles terão que escrever uma carta, e tu leva a carta impressa, com o telefone, certamente eles ligaram para seus parentes para confirmar que você estará ficando na casa deles. É até mais fácil se tu tiver parentes que moram no país de destino.

  9. Matheus disse:

    Olá, boa noite
    Tenho uma dúvida, quero fazer um voluntariado em Londres por 3 meses.
    Precisa de um visto para isso?
    Vi que brasileiros não precisam de visto para a Europa, essa informação é certa?
    Poderia ir apenas com meu passaporte, reservar um hotel antes, fazer o voluntario por 3 meses e depois voltar? Sem ter problemas?

    Obrigado

    • lovison disse:

      O visto que tu precisaria poderia ser o de turista, porém vá como turista, e não como voluntário, após conseguir o visto se dirija para o trabalho voluntário no qual irá realizar. Brasileiros pegam o visto na chegada na Europa, diretamente na imigração. Sobre o hotel, reserve antes de ir, pague a taxa, para provar que tem onde ficar, e não terá problemas para trabalhar como voluntario!

  10. Ana Carolina disse:

    Oii, disse que é Adventista né.. e que estava fazendo direito no unasp? eu estou no IAENE mas não vejo a hora de ir para outro país, aprender bem o inglês que ainda tenho apenas o básico e servir para a obra de Deus mas com novos horizontes, o problema é que não tenho nada, tipo cidadania ou visto para outros lugares, como sou menina, acha que é seguro eu ir para esses lugares do workaway mesmo sem conhecer?

    • lovison disse:

      Sim Ana, o Workaway é um trabalho seguro, no qual poderá estar escolhendo o local onde gostarias de ir. Por isso é importante conversar com a pessoa na qual vai lhe hospedar, para não ter surpresas em relação à cultura.

  11. SELENITA disse:

    Parabéns, vou seguir suas dicas… eu morei em 1999, agora depois de coroa pretendo voltar, mas quero trabalhar como voluntaria .. sera que consigo ainda.
    meu nick é Sula, tenho 43 anos … se tiver algumas dicas por gentileza pode me passar mais . sulagorgeous@hotmail.com.
    obrigada

  12. alan disse:

    olá lavison, como vc está??
    Obrigado por partilhar sua experiência. Eu há tempos venho planejando fazer o mesmo, e atualmente cheguei a Malta , mas percebo que não vou evoluir muito no inglês aqui, pois ouço muito mais o maltes na rua e outras língua ao próprio inglês, por esta razão estou cogitando ir pra Inglaterra tbm pelo warkworking. Minha pergunta é: como você fez com o visto?? você foi com trista ou voluntário?? Foi fácil de tirá-lo?? Abraço

    • lovison disse:

      Olá Alan, peço desculpas pela demora.
      Eu sou cidadã italiano, portador do passaporte italiano. Para mim foi fácil, por essa razão. Mas alguns amigos foram voluntários indo ao país como turista. Isso depende muito de como está sua situação no país em que está. Exemplo, meus amigos que estudavam em Dublin e tinham apenas o passaporte brasileiro tinham a obrigatoriedade de tirar o GNIB, que afirmava que a pessoa estava morando legalmente na Irlanda, caso esse seja a sua situação, tem livre acesso à Europa durante o tempo de visto. Caso não seja essa a sua situação, você tem ainda tem a possibilidade de ser voluntário, para ser mais seguro, você consegue o lugar para trabalhar como voluntário e se dirige ao país. Ao chegar na imigração você diz que está indo como turista, apenas isso, e após isso, apenas se dirija ao local do trabalho voluntário.
      Caso tenha mais duvida, entre em contato conosco: gringosbrasileirs@outlook.com

      Muito obrigado.

      • Alan kardec disse:

        muito obrigado Lovison pelo seu retorno.Por enquanto estou legal sim em Malta, mas logo vai acabar. Darei entrada no meu visot de estudante, daí eu vejo o que fazer. Tava mesmos pensando em entrar no pais como turista, vamos ver o que posso fazer. Forte abraço e obrigado novamente.

  13. Luana disse:

    Olá Lovison, muito legal sua experiencia, faz um tempo que estou pesquisando sobre trabalho voluntários na Inglaterra, até já me escrevi em um site e tudo mais. Só que eu não entendi o seguinte, depois de fazer tudo que vc falou, conseguir um voluntariado e o visto de turista. Quando eu estiver na Inglaterra, eu posso correr atras de um trabalho e pedir visto de trabalho, já estando lá ou tenho que voltar pro Brasil e daqui procurar emprego pela internet pra aplicar pro visto de trabalho.

  14. Rosane disse:

    Olá,
    Eu sempre tive vontade de estudar inglês no Reino Unido, de preferência na Irlanda ou Inglaterra. Na verdade melhorar o meu inglês, que não é ruim. Só gostaria de ter um contato mais próximo com a língua. Sempre pensei no Intercâmbio, de pelo menos 1 mês, Mas não tenho dinheiro para intercambio, e depois de muitas pesquisas acabei descobrindo o trabalho voluntário pela Workaway.

    Penso em ir como turista, como foi recomendado por você aqui no blog.
    Quero me cadastrar no site e participar de um trabalho voluntário de pelo menos 1 mês. Para economizar eu pensei em comprar um pacote de viagem (passagens ida e volta + hotel), de poucos dias (talvez 7 dias). Mas eu não voltaria ao Brasil na data marcada (passagem de volta) e ficaria na Inglaterra por 1 mês, e depois compraria outra passagem de volta para o Brasil.

    Isso poderia me dar algum problema enquanto eu estivesse na Inglaterra ou quando eu fosse voltar ao Brasil (no aeroporto)

    Obrigada!

    • lovison disse:

      Problema não vai haver, isso vai depender de quanto tempo será o seu visto, no qual você irá receber na imigração. Normalmente eles dão visto de três meses. Ai você pode perder sua passagem, e voltar depois!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s