Marrocos, a viagem incrível parte I

Há um ano, fiz uma das melhores viagens da minha vida. O Destino, entretanto, foi escolhido de uma forma estranha. Eu não sabia nada sobre o local, apenas tinha ouvido informações de que lá era incrível, além de conselhos de que uma vez que ali estivesse não me arrependeria. Eu sempre imaginei que ir para o deserto do Saara seria algo utópico e, de fato, foi!

Marrakech

Uma dica importante: brasileiros não precisam de visto para entrar em Marrocos e podem ficar lá por até 90 dias. Todavia, precisam apresentar passaporte com, no mínimo, 3 meses de validade, reserva de hotel e passagem de volta.

Voltando ao tema principal, jamais me imaginei viajando a Marrocos, visto que em minha mente, com certeza, seria uma viagem totalmente distinta e exótica. Além do mais, em decorrência das fotos que me eram apresentadas, não coloquei muita expectativa em tal país, apesar de, anteriormente, já possuir a vontade de conhecer o Deserto.

A ansiedade era grande e se deu, principalmente, pelos filmes ou documentários que envolviam o Saara, fazendo com que, desde logo, eu me convencesse que poderia ser uma viagem legal e admirasse a oportunidade de conhecer outro continente e uma cultura significativamente diferente

Aquela época eu morava em Dublin – Irlanda – e um grande amigo insistiu para eu acompanhá-lo até Marrocos. As dúvidas foram enormes, no entanto resolvi que aceitaria o convite. Compramos as passagens – 130 euros (o que não achei caro, visto que meu destino seria outro continente) – e a ansiedade aumentou a cada dia que passava.

Eis que o dia chegou. Chegando lá tive a certeza que meu pensamento anterior, de receio, não estava correto. A experiência de visitar Marrocos foi inesquecível, pois não é um país que você se apaixona por causa de sua arquitetura, das histórias ou das belezas naturais, mas pelas pessoas, pelos cenários diferentes, pela comida e, principalmente, pela cultura.

Ficamos no Hostel Riad Marrakech Roug e tenho a certeza de que a escolha não poderia ter sido melhor, pois além de haver várias excursões do próprio Hostel (idas ao deserto, entre outros passeios turísticos), os funcionários eram bem educados, o café da manhã, com o delicioso chá de hortelã marroquino, já veio incluso e a forma com que era servido foi fascinante (em lindas chaleiras metálicas que derramavam o chá de uma grande altura).

Um ponto positivo desse país espetacular é a hospitalidade com que seus cidadãos recepcionam os turistas, uma vez que onde quer que você vá encontrará alguém disposto a ajudá-lo. Porém, quando tiver alguma dúvida, procure primeiramente as autoridades, os indivíduos que trabalham em lojas ou nas barracas de rua, pelo fato de que se você parar alguém aleatoriamente com certeza será cobrado pela ajuda e, acredite, eles são bem insistentes!

Marrakech

Famoso chá marroquino

Famoso chá marroquino

No dia em que chegamos visitamos a praça principal, denominada “Jemaa El Fnaa”, local em que há de tudo, desde comida e lembranças de viagem, até pessoas com macacos, cobras, entre outras coisas interessantes. Contudo, fique esperto: Marrakesh para turistas é muito mais caro, portanto pechinche e pagará muito menos (Dica!).

Praça Jemaa El Fna

Praça Jemaa El Fna

14455374135_6bb630f310_o

Praça principal Marrocos

Como chegar ao Deserto do Saara

Agendamos a nossa ida ao deserto para o dia seguinte ao que chegamos. Foi excursão que durou 3 dias e 2 noites (há outros tipos de planos, alguns com mais e outros com menos dias) e custou a bagatela de 900 Dirhams (cerca de 80 euros), o que acaba não sendo tão barato, mas prometo que a experiência é válida.

O Deserto do Saara é imenso, se localiza ao norte do continente Africano e faz fronteira com muitos países como: Argélia, Egito, Marrocos, Tunísia, entre outros. A nossa viagem partindo de Marrakesh para o Deserto durou 10 horas, com algumas paradas em lugares incríveis para tirar fotos e para almoçar.

10492246_919512311425994_7391399324631302449_n

Amigos brasileiros que fiz durante a viagem

Amigos brasileiros que fiz durante a viagem

Durante a viagem

Ficar em uma van durante 10 horas não é fácil. No começo você curte a viagem, entretanto depois de 2 horas começa a ficar entediado e começa a se perguntar a todo momento se já está chegando ao Deserto.

Os períodos de paradas variavam entre 1 hora e 1h30min, No começo você não quer parar e quer seguir viagem para chegar o mais rapidamente possível ao Deserto, porém as paradas lhe proporcionam outra visão sobre o País e cultura local. As paisagens são indescritíveis, parece que você está vivendo um sonho ou alguma coisa de outro mundo.

14290430398_81d5b1715b_k

Uma das paradas mais incríveis que fizemos ocorreu na cidade de “Ait Ben Haddou” e foi simplesmente incrível! Lá foram gravados filmes bem conhecidos como: Indiana Jones, Gladiador, Asterix, Baber, A Múmia, Príncipe da Pérsia etc.

Acredito que vocês também estão com vontade de visitar esse lugar, então não pensem duas vezes!

14453835626_8d8f64ba3b_o

Depois de ter conhecido essa cidade onde vivem 70 famílias, comprei um echarpe e, vou falar, foi uma ótima aquisição, porquanto é muito bom para quebrar um pouco o calor ou quebrar uma tempestade de areia, caso haja alguma.

Homem que mora em casa de barro e fábrica tapetes, super caro!

Homem que mora em casa de barro e fabrica tapetes, super caros!

E então seguimos viagem para outra parada, e última parada do último dia. Foi onde paramos para passar a noite, hotel na cidade de Souss- Massa- Daa. Depois de horas na estrada, jantamos e então fomos dormir cedo, pois o próximo dia começaria bem cedo.

Chegada no deserto

Chegamos ao deserto por volta das 16 horas, no segundo dia de viagem. Eu estava tão ansioso para conhece-lo que nem me lembrava de como eu estava cansado e com fome.

O calor era intenso, cerca de 42º C. Então, após comermos, fomos para o nosso destino, dentro do deserto, em um meio de transporte magnífico, explico, o nosso meio de transportes foram os camelos. Sinceramente, nunca pensei quão legal era subir em um camelo e também me surpreendi com seu tamanho: ENORME!

14288272657_09f1bfcf81_k

Foto de outros Turistas sobre o camelo

Foto de outros Turistas sobre o camelo

Nosso grupo

Nosso grupo

FFicamos em cima do camelo por cerca de 1 hora e meia e então chegamos ao nosso acampamento. Eu estava ansioso para sentir o frio noturno, já que dizem que se de tarde é muito quente, de noite é mais frio ainda. Eu queria aproveitar ao extremo. Subimos as grandes dunas de areia vermelha, cuja altura é maior que 700 metros, não sei exatamente, mas o que é certo é que demorei no mínimo uns 40 minutos para chegar ao topo.

Subida que parecia não chegar

Subida que parecia não chegar

Foi com certeza uma das melhores viagens da minha vida. Com um pôr do sol estonteante.

melhor por do sol

melhor por do sol

14451369036_101642e663_k

Com o Echarpe

Com o Echarpe

Com o Echarpe

Com o Echarpe

A hora do jantar foi bem interessante, eles fizeram um grande tajine, comida típica marroquina, cada prato foi dividido em torno de 7 pessoas, ou seja, era muito grande, o interessante é que enquanto estávamos curtindo as dunas, eles estavam preparando o banquete, ali mesmo no meio do deserto.

Acampamento

Acampamento

DA hora do jantar foi bem interessante. Eles fizeram um grande “tajine”, comida típica marroquina, e cada prato foi dividido em torno de 7 pessoas, ou seja, era muito grande. O interessante é que enquanto estávamos curtindo as dunas, eles estavam preparando o banquete, ali mesmo, no meio do deserto.

Depois do jantar, começaram a cantar e então tentamos cantar junto, mas, depois de um tempo, comecei a olhar para o céu e afirmo, indubitavelmente, que nunca havia visto um céu tão estrelado como o daquele dia.

Os cenários são simplesmente incríveis, principalmente o nascer do sol, as magníficas paisagens ao amanhecer, as ondulações alaranjadas, as sombras, e a brisa suave.

Hora de dar tchau

Hora de dar tchau

Finalmente e infelizmente, tivemos que partir. A sensação não foi das mais felizes, pois era como acordar de um sonho e voltar à realidade. Hehehe!

Na próxima, darei algumas dicas sobre Marrakech – Marrocos, e contarei sobre minha experiência ao viajar para Essaouira – Marrocos.

Entre em contato:

Fanpage: facebook.com/gringosbrasileiros
Contato: gringosbrasileiros@outlook.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s